Vinho Douro DOC - Quinta de Vila Maior & Casa da Palmeira

A enologia moderna orientada pelo conceituado enólogo Álvaro van Zeller tem nos vinhos de Manuel J. Pinto bom campo de ensaio e aplicação, sendo a inovação uma constante. O conceito que está na base de todos os néctares desta casa é o da produção de grandes vinhos, ou seja, vinhos que, sendo consensuais pelas suas características organolépticas, estão aptos a um bom envelhecimento, por muitos e bons anos.

As marcas produzidas por Manuel J. Pinto são Casa da Palmeira e Quinta de Vila Maior. Orientados para mercados e padrões de consumo distintos, estes vinhos estão alinhados com a estratégia de médio e longo prazo traçada conjuntamente pelos proprietários e equipa técnica.

Processo de Produção

Lagarada tradicional na Quinta de Vila Maior É na Quinta de Vila Maior que estão instaladas todas as infraestruturas relacionadas com a produção de vinho e com os trabalhos na vinha. A traça dos edifícios é antiga e a intervenção de restauro tentou preservar o charme de outrora, juntando-lhes a funcionalidade que os tempos modernos exigem. O restauro estendeu-se também aos armazéns da Foz do Sabor, conhecida na região como Casa da Palmeira. A adega conta com lagares de granito para a pisa das uvas, equipados com um sistema de circulação de mosto através de frio, antes da fermentação. Cai depois por gravidade, para cubas inox de três etapas - únicas no seu género em Portugal - onde as fermentações alcoólica e maloláctica ocorrem a temperatura controlada. O estágio em barrica é feito num armazém adjacente.

Uma renovada adega, dotada de um sistema de escolha de uvas do mais moderno e funcional, bem como o sistema de frio para controlo de fermentações em cubas com capacidade de 8.500 litros (capacidade igual à dos lagares de granito), são alguns exemplos da vontade que Manuel Joaquim Pinto pretende em vinhos que se distingam.

Procurou-se nesta adega uma perfeita e harmoniosa ligação entre História e Tradição e a Modernidade Tecnológica.

As tradicionais "lagaradas", que precedem ao encaminhamento do mosto para as cubas de fermentação, são ponto de honra indispensável na vinificação de Tintos da Casa.

Voltar para cima